20.4.08

inundações e os sacos de pástico



Leiria, 2007

1 comentário:

  1. Caro João,

    Permito-me transcrever, a propósito deste teu post, o que escrevi nas minhas palavras cruzadas agora mesmo.

    Um abraço.

    CLEAN UP

    Hoje é dia de os moradores do "cluster" pegarem num saco e irem recolher lixo que alguns visitantes ou moradores menos educados tenham jogado para onde não deviam. Não é grande o volume de plásticos e embalagens vazias recolhidas, e ainda bem, o simples facto de o ambiente estar sempre quase impecavelmente limpo desincentiva o alarvismo que se aloja em muita mente humana e que despoleta quando vê amostra de lixo por perto lançando mais lixo ao lixo. No fim da recolha, juntam-se os vizinhos, pais e filhos, em confraternização à volta de um churrasco de hamburgers. As crianças adoram colaborar.
    .
    Há tempos, li uma notícia que denunciava serem os resíduos de plástico, incluindo embalagens, algumas das principais causas da morte das aves marinhas. Lançados ao solo, se não são retirados a tempo, acabam por ser transportados pelas chuvas para os riachos, destes para os afluentes dos rios e por estes levados para o mar. No mar, são tomados tomados por comestíveis pelas aves, causando-lhes a morte.
    .
    A protecção do ambiente é um dos desafios mais decisivos que se coloca à sobrevivência da natureza em geral e da humanidade em particular.
    .
    A RTP, empresa de serviço público, e que por esse motivo vive encostada ao OGE, deveria saber isto e promover a emissão de programas susceptíveis de induzir comportamentos cívicos, nomeadamente de protecção do ambiente. Lamentavelmente, parece que não sabe. Muitos dos seus programas replicam os padrões utilizados pela SIC e pela TVI, a quem estas questões não deveriam ser alheias, que vivem da concorrência no quanto pior melhor.
    .
    Alguns dirão que alguns programas terá RTP com tal objectivo, mas poucos os vêm e muito poucos os assimilam nos seus comportamentos. Se assim for, maior razão haverá para colocar mais imaginação e mais meios ao serviço de um objectivo de interesse público.
    .
    Porque a transmissão de lixo televisivo já está assegurada pelas televisões privadas não há qualquer razão para a subsidiação da sua transmissão nas antenas públicas.
    .
    Ou há?

    ResponderEliminar