Ocupação da costa


Excelente post do António Agostinho no blog OUTRA MARGEM (ler aqui)

A ocupação da costa era feita de forma mais sábia pelos "antigos" (ver este post no ALBUM FIGUEIRENSE)
Investir em estruturas pesadas, fixas e sem mobilidade é um erro. O Mar precisa de espaço. As dunas movem-se. Não podemos construir estradas e parques de estacionamento em cima de dunas. Devemos preservar a costa com areia e praia.
Caso vinguem as políticas da pedra, molhes e defesas de betão (o emparedamento) da costa, então estaremos a alienar todo um inestimável capital natural. E a gastar milhões de euros para defender o nosso comodismo.

Comentários

  1. Olá João Vaz
    Vejo que como tudo no planeamento urbano, a "moda" que se veja nas duas cidades mais visíveis do país: Porto e Lisboa são fotocopiadas como modelos insanos, descaracterizando por completo a individualidade e a harmonia com o meio ambiente que atrás possuíam e imergidas num "progresso" que hipotecará o futuro dos filhos das terras.
    Um abraço

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

A vala de Buarcos - emanilhar não é solução

Alferes Robles, massacres de 1961 e a Guerra de Angola