6.12.09

Alterações Climáticas - perto do nível de insolvência

Partilho a opinião de David Marçal sobre as alterações climáticas e aqueles que sistematicamente tentam negar as evidências objectivas geradas por milhares de cientistas ao longo dos últimos 50 anos.

Alterações climáticas e a teoria da conspiração
Artigo de David Marçal, Bioquímico publicado no blog RERUM NATURA
"..." A única coisa que tenho para formar uma opinião sobre as alterações climáticas é um espírito crítico, para reconhecer argumentos de autoridade que me pareçam válidos. Com base nisso penso que o aquecimento global causado pelo homem é uma realidade. Vou tentar explicar porquê.

1. Existe consenso na comunidade científica sobre esta questão. Segundo um estudo publicado pela historiadora de ciência Naomi Oreskes na Science em 2004, dos mais de 900 artigos publicados entre 1993 e 2003 sobre alterações climáticas nenhum refutava a ideia de que a Terra está a aquecer por causa da actividade humana. "...". A haver contestação ao aquecimento global por causas humanas, ele não é publicado em revistas científicas.
2. A serem falsas as conclusões de que o planeta está a aquecer por causa das emissões de dióxido de carbono com origem na actividade humana teria que haver uma conspiração com dimensões mirabolantes. Envolveria uma miríade de institutos de investigação e organizações meteorológicas, editores de revistas científicas, assim como um grande número de investigadores (nomeadamente alguns portugueses, como Filipe Duarte Santos). "..."
3. Essa conspiração extraordinária envolveria cientistas que nunca se conheceram, de várias gerações, como Arrhenius (que em 1894 começou a estudar a relação entre a quantidade de CO2 na atmosfera e a temperatura do ar) e Charles Keeling (que a partir de 1958 iniciou as medições da concentração de CO2 atmosférico de forma rigorosa), por exemplo. O conhecimento que temos do efeito do dióxido de carbono na atmosfera tem vindo a ser amadurecido e depurado.
"..."
5. A haver uma conspiração, penso que seria mais provável do lado contrário: ou seja a indústria e governos dos países mais poluidores e poderosos tentarem ofuscar os resultados que apontam no sentido de que as emissões de gases de efeito de estufa com origem humana são responsáveis pelo aquecimento global. E isto acontece. Veja-se a posição da administração Bush ou os incentivos monetários da Exxon Mobil Oil para quem encontrasse erros no relatório do IPCC.

Sem comentários:

Enviar um comentário