23.8.10

Acidentes nas estradas portuguesas

Quanto mais viajo de carro nas estradas portuguesas, mais vontade tenho de mudar para o comboio. Hoje estava mau tempo. Chuva, nevoeiro e vento. Nos 200 e tal quilómetros que fiz de norte até à Figueira foram milhares os condutores sem luzes acesas, mesmo alguns profissionais em camiões pesados. Outros tantos não respeitam a distância mínima entre o "carro de trás e o da frente". Mesmo a 120 colam-se ao da frente..."não há azar" !
Nunca há azar, mas morreram várias pessoas e outras ficaram incapacitadas para o resto da vida.
Polícia ? GNR ?
Não vi. Estavam na estrada ? Tomariam somente conta das ocorrências ?

Sem comentários:

Enviar um comentário