4.9.10

Eficiência Energética - posição do GEOTA

«Qualquer política energética tem duas vertentes: a poupança e a substituição de fontes de energia. Ora, o Governo só tem estado a investir na segunda, quando o maior potencial de “produção” de energia em Portugal é precisamente a poupança», afirma João Joanaz de Melo, presidente do GEOTA - Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente.

Segundo o presidente do GEOTA, «tem-se investido muito em formas de produção de energia alternativas e muito menos na eficiência energética».

João Joanaz de Melo dá o exemplo: «se o investimento do Plano Nacional de Barragens fosse canalizado para medidas de eficiência energética, iria permitir poupar dez vezes mais energia que aquela que as barragens permitem produzir».
ler mais aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário