1.6.11

Redução da despesa com Iluminação Pública e diminuição da poluição luminosa


Poluição luminosa

Por vezes, parece que os responsáveis pela iluminação pública têm
medo do escuro e estão apostados em destruir o céu. Mas este é um
mal remediável. Com inteligência e boa vontade, pode iluminar-se
melhor as ruas, poupar recursos e não estragar o firmamento.

Nuno Crato

Notícia sobre a iniciativa da Câmara Municipal da Figueira da Foz na redução do consumo excessivo de eletricidade para iluminação pública

A redução de custos com a IP realizar-se-á, numa primeira fase, através da redução das luminárias redundantes, isto é, aquelas que provocam uma iluminação excessiva para os locais onde se encontram instaladas (jardins, largos, campos desportivos, etc.), ou luminárias existentes em locais que nunca foram habitados, por exemplo em espaços devolutos e sobrantes. Nesta primeira fase, já a ser posta em prática, desligando-se cerca de 2.000 luminárias redundantes, o que representará uma redução de aproximadamente 93 mil euros por ano que equivale a uma redução de Consumo 795.565 (kW/ano) e redução de 431 toneladas de CO2 equivalentes.

Sem comentários:

Enviar um comentário