21.12.12

Carpas mortas na Lagoa da Vela

A Lagoa da Vela está a sujeita a vários tipos de pressão humana. Desde os fertilizantes e pesticidas usados na agricultura (mesmo a de subsistência) que escorrem para as Lagoas até à extração de águas via furos particulares.
As duas toneladas de carpas mortas retiradas nos últimos dias (dez 2012) das águas da Lagoa da Vela mostram que os problemas detetados há vários anos têm vindo a agravar-se.

"A Lagoa da Vela é um pequeno lago que constutui um afloramento do lençol freático. Situada nas areias muito permeáveis da faixa litoral Ocidental da zona centro de Portugal, nesta bacia drenante a recarga do aquífero freático é efectuada directamente por infiltração da água da chuva no solo;"..." A pressão antropogénica sobre estes recursos ter-se-à intensificado quando se generalizou a utilização de fertilizantesquímicos, a par com o crescimento da produção animal e o abandono da prática da colheita de plantas aquáticas nas lagoas, a proliferação de fossas sépticas e o incremento do uso recreativo das lagoas, a partir dos meados do século XX. O seu efeito reflecte-se no elevado nível de contaminação do aquífero freático e no avançado estado trófico, actual, das lagoas de Quiaios. Na Lagoa da Vela, a ocorrência de florescências estivais da cianobactéria Microcystis aeruginosa, entre outros, indica um estado já dentro da eutrofia. Classificadas como biótopos Corine e fazendo parte de uma extensa zona húmida, são recursos importantes tanto do ponto de vista de conservação como humano. Como ferramenta de apoio à análise e gestão da eutrofização, o modelo aqui apresentado, indica-nos que o controlo da eutrofização neste tipo de ecossistemas lacustres, sujeitos à pressão crescente das fontes difusas de poluição, terá de passar pela reformulação drástica das políticas de uso da terra, pela aplicação de códigos de boas práticas agrícolas, e pelo controlo dos efluentes domésticos e animais. A ecotecnologia é referida como uma técnica sustentada de gestão, com grande potencial no controlo da poluição difusa." _ in Resumo de Tese de Doutoramento, Maria Fernandes, Universidade do Algarve, 1999

Sem comentários:

Enviar um comentário