21.12.12

Demissões no Ministério do Ambiente

"A Quercus considera que a IGAMAOT e os outros departamentos do Estado responsáveis pela fiscalização ambiental são fundamentais para o desenvolvimento da economia, pois ao atuarem com eficiência vão impedir a atividade de empresas ilegais que têm vindo a proliferar no País e que não contribuem de forma relevante para as receitas do Estado, mas apenas degradam o Ambiente e levam as empresas cumpridoras à falência. 
Considera também que é tempo dos responsáveis políticos entenderem que com uma adequada fiscalização e uma resposta eficaz às denúncias dos cidadãos, ganha o Ambiente, mas também ganha a economia, o emprego e as contas públicas."

Comunicado da Quercus
Lisboa, 19 de Dezembro de 2012
A Direção Nacional da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza

Sem comentários:

Enviar um comentário