12.5.13

Aluga-se - Casas e apartamentos na Figueira da Foz



Artigo de opinião publicado no jornal "As Beiras", 04.05.2013
Aluga-se
Procuro um apartamento, ou casa, para alugar na Figueira cidade, sem necessidade de estacionamento nem garagem. Consultas na Internet, contactos com as imobiliárias, leitura dos anúncios à entrada dos supermercados e edifícios fazem parte da tarefa.
A visita aos imóveis é uma caixa de surpresas: desde intermediários competentes, que procuram servir-nos da melhor forma possível, e proprietários afáveis, até gente gananciosa que quer ganhar muito dinheiro à custa de espaços insalubres. Na Figueira vive-se ainda o problema da sazonalidade, as pessoas preferem alugar quatro semanas aos veraneantes a ter que fazer um contrato com um inquilino, o que é compreensível.
Os preços não variam muito, um apartamento decente (T1, T2) custa pelo menos metade de um salário mínimo, sem despesas. Aparentemente, o mercado de arrendamento continua estagnado e muitos proprietários preferem ter os imóveis vazios a arrendar por valores mais baixos. A oferta útil é reduzida, apesar da introdução do famigerado IMI e de existirem milhares de casas fechadas e semi-abandonadas na cidade. Muito imóvel para “Venda”, pouco “Aluga-se”.
O Censos de 2011 mostra que na Figueira há 43 300 alojamentos para 24 448 famílias, sendo que 18 958 alojamentos estão vagos ou são residência secundária. Ou seja, temos muitos alojamentos fechados e subutilizados e mesmo assim não é fácil encontrar um T2 decente para alugar a preços compatíveis com o salário médio.

Sem comentários:

Enviar um comentário