11.5.13

Sábado de manhã em Buarcos

Hoje sai de casa decidido a fazer alguma coisa pela minha terra, as minhas gentes, o meu país. Precisava de uma couvetes para fazer gelo. A porta da "loja chinesa" estava aberta, sai de lá um cheiro forte a químicos (Compostos Orgânicos Voláteis...) libertado por artigos pouco recomendáveis à saúde humana. Decidi procurar na loja de ferragens, ali ao lado. As couvetes de borracha "Made in Spain" custaram-me 2,5 euros. Bom atendimento. No caminho para o Mercado de Buarcos um senhora muito pintada estaciona o seu 4x4 a ocupar todo o passeio, apesar de haver ali ao lado lugares vagos. Digo-lhe diplomaticamente que está mal estacionada. O marido que estava a tirar a água engarrafada do carro reage mal e mande-me chamar polícia. Tiro o telemóvel do bolso e faço de conta que fotografo a cena....a senhora imediatamente faz menção de retirar o carro do passeio.
No Mercado de Buarcos há muita gente, mais do que é habitual. Os pequenos produtores vendem um pouco de tudo o que é fruta e legumes da época. Alguns vendedores mais despachados também têm frutas tropicais e produtos mais sofisticados. Há uma vendedeira que tem tudo a um euro: laranjas, cebolas, batatas...e os ovos são a 1,5 euros a dúzia, caseiros. "Olhe lá..acha que eu com 1,5 euro consigo dar comida às galinhas....isto não rende nada !"
Compro 13 euros de produtos, a saber: fruta (bananas da Madeira, pêras), legumes (cenouras, oregãos frescos, cebolas, alho francês, ervilhas partidas, batatas), um queijo fresco do Rabaçal e pão.
De regresso a casa observo os "meus vizinhos" do Bairro Social a assar sardinhas na rua ! Fico cheio de fome.

Sem comentários:

Enviar um comentário