6.6.15

Portugal pátria mundial do eucalipto - PORTUCALIPTAL

O texto de Vital Moreira no Diário Económico merece uma leitura atenta.
Cito aqui aquele que me parece mais importante:

"Portugal tornou-se a pátria mundial do eucalipto, mais do que a própria Austrália. O eucaliptal não cessa de se expandir, dos vales às montanhas, dos terrenos esqueléticos aos de vocação agrícola, à beira de rios e de albufeiras. Se não o é já, o eucalipto está em vias de se tornar a principal espécie arbórea do país, antes do pinheiro e do sobreiro.

O Estado tem participado ativamente na eucaliptização galopante do país, criando legislação favorável, deixando de impor as restrições que permanecem (como a eucaliptização de áreas queimadas), financiando generosamente a plantação de eucaliptos. O atual Governo leva a palma no desvelo pelo lóbi agroindustrial do eucalipto, protagonizada pela indústria do papel. Poucos casos haverá em Portugal de tão escandalosa captura do Estado por interesses setoriais.

Espécie de rápido crescimento (três ou quatro vezes superior ao pinheiro bravo), o eucalipto é correspondentemente agressivo dos recursos hídricos e dos terrenos em que se implanta, sendo um inimigo declarado da diversidade biológica e da sustentabilidade ambiental. Sob uma floresta de eucaliptos nada medra e tudo seca. Depois dos cortes regulares ou depois de cada incêndio o solo nu fica exposto à erosão acelerada."


Sem comentários:

Enviar um comentário