8.8.15

A praia do Forte - Figueira da Foz



A oposição e a Praia do Forte

Num artigo de opinião, o líder da oposição à Junta de Freguesia de Buarcos goza com os indígenas que frequentam a Praia do Forte (ex Praia dos Tesos), situada ali na barra do rio Mondego. Acham que deveríamos valorizar mais a “imponente frente de praia oceânica”.
“- É dado um “enfoque absurdo” [sic] à única “praia fluvial” da Figueira”, segundo Carlos Tenreiro. Pergunto eu, quer isto dizer o quê? A praia não merece passadeiras, vigilância e pontos de apoio, incluindo chuveiros e bebedouros? Devemos ignorar o rio e a sua barra? Vamos desprezar a Praia do Forte apesar de ser banhada por águas quase sempre calmas, estar próxima da malha urbana e ter bons acessos?
Talvez por ser pai de uma criança cuja Escola levou os alunos à Praia do Forte durante o mês de Julho fiquei mais sensibilizado. O verdadeiro problema da limpeza está na qualidade microbiológica das águas, e não na vegetação espontânea que cresce no areal. Mas, a oposição ignora os problemas ambientais e continua obcecada pela ideia de ressuscitar uma Figueira passadista que já não existe.
Gostaria de ter outra oposição na Figueira. 

Faltam ideias, repetem-se as mesmíssimas críticas a minudências, e não esclarecem onde iriam buscar dinheiro para as suas “grandes obras” (estradas novas) que apregoam aos sete ventos.

Arigo publicado no jornal "As Beiras", 01.08.2015

Sem comentários:

Enviar um comentário