17.2.10

Maiorca sem árvores



Hoje visitei o largo da feira de Maiorca.
Os buracos aumentam de diâmetro. As árvores foram reduzidas à máxima indignidade possível. A lei da motoserra a insensibilidade de um presidente de Junta recém eleito transformaram a paisagem, de mal a pior.

2 comentários:

  1. Estas árvores daqui a dias vão ficar muito mais bonitas do que estavam. Um poda bem feita como é o caso virá fortalecê-las e tornarão a fazer grande sombra com as suas belas copas rejuvenescidas.
    Para quem nada sabe disto afirmo que a poda dos Plátanos é uma necessidade biológica. Só assim se aguentam tantas dezenas de anos.
    No próximo Inverno, nova poda, na próxima Primavera e Verão, mais vigor e mais beleza.
    Quanto às poças de água, diga ao S. Pedro para para com a chuva. Que mande só chuva para o nabal.

    ResponderEliminar
  2. O leitor anónimo anterior está mal informado sobre a natureza das árvores.
    As árvores já existiam muito antes do homem, e não precisam que nós lhes cortemos ramos saudáveis. O corte é sempre uma agressão. O ramo decepado é uma porta de entrada para fungos e parasitas. Logo as árvores, incluindo os plátanos, não têm interesse nenhum no corte de uma parte do todo. O que o leitor afirma está errado.
    Leia aqui (http://figueiranafoz.blogspot.com/2010/01/artigo-na-ordem-dos-engenheiros-sobre.html) o que escrevem os especialistas sobre o assunto.

    ResponderEliminar