Mensagens

A mostrar mensagens de julho, 2007

Paisagem Urbana

Imagem
O cão está preso. Toda a sua vida preso a uma corrente de 3,5 metros. Chora, uiva, ladra, corre, dorme, come, vive, morre, ladra, corre, ouve, enerva-se, ladra, vê os gatos a passar, os ratos a farejar, corre, dorme...em 3,5 metros e meio de corrente. Pobre cão. Sem dignidade acorrentado toda a sua vida. Para quê tal tortura ? O que leva as pessoas a desconsiderar os animais ? Não sentem ? Não sofrem ? Não ouvem ?

Chuva muita chuva

Imagem
Chove todos os dias na Figueira, em Buarcos... Água, água boa, água potável, água é vida, poupe água, água barata, água ....da chuva. Como diz um amigo meu, é cá em baixo que ela se bebe.

Tratamento de Resíduos - ERSUC - Figueira da Foz

Adia-se o país quando fugimos às questões fundamentais. Existe política de ambiente ? Há vontade de apostar em soluções adequadas ? Na minha rua o Ecoponto ardeu (vandalismo) e nunca foi substituído. Porquê ? Muita gente continua a colocar ali o papel e o cartão - a força do hábito ? - apesar de o Ecoponto nunca ter sido substituído. ____________________________________________________________________________________ Notícia assinada por Jorge Lemos Presentemente, as autarquias pagam à ERSUC uma taxa de entrega de resíduos na ordem dos 17,50 euros por tonelada. Contudo, prevê-se que com a criação das estação mecânico-biológicas, esse valor possa ser exponenciado para os 50 euros. Alberto Santos, contudo, refere que a empresa “irá tentar fazer com que o valor não ultrapasse os 35 euros por tonelada”. E nesta questão de dinheiros, segundo Alberto Santos, a autarquia figueirense já não liquida os seus compromissos “há sensivelmente 18 meses. Deve-nos cerca de um milhão de euros”. N

Lixo no Fundo do Mar

"Contaminación por plásticos en los océanos del mundo" España — Greenpeace ha presentado esta mañana en Barcelona a bordo del Rainbow Warrior el informe Contaminación por plásticos en los océanos del mundo . Según la información recopilada por los científicos de la organización ecologista, los datos disponibles indican que 6,4 millones de toneladas de basura alcanzan los océanos cada año, de los que entre el 60 y el 80% son plásticos. El Programa de Naciones Unidas para el Medio Ambiente, el PNUMA, estimaba en 2005 que existían hasta 13.000 fragmentos de plástico por kilómetro cuadrado en los océanos. http://www.greenpeace.org/espana/news/greenpeace-denuncia-que-6-4-mi

A medida do nosso egoísmo - branco e ocidental

All of this means that in many respects, the human being is the weakest link in our decision-making process. The money and technologies are there if we want to make a difference. It would only cost $10bn a year to provide 1.1 billion people with clean drinking water, yet we currently spend $38bn on pet food and $1.200bn on the world's military. http://news.bbc.co.uk/2/hi/science/nature/6900665.stm Resumindo: o dinheiro que gastamos a armar o mundo é 120 vezes superior ao necessário para fornecermos água potável a um sexto da humanidade. Há anos, desde que sou miúdo, que ouço estes números. E nada parece mudar.

Agricultura Biológica - Agricabaz - Salicórnia

Imagem
http://agricabaz.googlepages.com/agricabaz Em pouca palavras a agricultura biológica tem como objectivo o equilíbrio entre os métodos de produção agrícola e os ciclos naturais. O respeito pela natureza, o uso de agentes fertilizantes naturais, a não intoxicação dos insectos e "bichos" (joaninhas, por exemplo) que promovem a simbiose... Estudos recentes mostram mesmo que a agricultura biológica é tão, ou mais produtiva que a agricultura industrial. Apesar dos preconceitos existentes, da publicidade enganosa, dos poderosos lobbies agro-industriais, a agricultura biológica tem vindo a ganhar terreno. Na Figueira, e em Coimbra, o Agricabaz é uma forma dos citadinos adquirirem produtos tão naturais quanto exóticos (como a Salicórnia , vinda das salinas da Figueira). Além de beneficiarmos objectivamente o ambiente e a nossa boa saúde, promove-se a agricultura local e as pessoas da terra. Pessoas que ficamos a conhecer, porque são os produtores que nos trazem a casa os seus prod

Cartazes de Plástico à Beira das Estradas

Imagem
Uma visão recorrente nas estradas do concelho são os cartazes pendurados em postes e árvores. Além de ilegal, o acto provoca vários tipos de poluição. A mais evidente mas objectivamente menos prejudicial, é a estética. Os cartazes degradam-se lentamente pela acção da luz solar, fotodegradam-se, e acabam por poluir. As partículas de plástico insidiosamente entranham-se na terra i.e. nos ciclos que alimentam o Planeta. Apesar dos alertas, do acto per si ser ilegal (existe um Regulamento Camarário que proíbe a selvajaria da afixação de publicidade) as autoridades locais fecham os olhos. A sua inacção conduz ao acumular destas situações de pequenos focos de poluição dispersos mas com consequências reais. Já escrevi para a Câmara da Figueira da Foz, e Montemor-o-Velho, pedindo que actuassem. Nada fizeram. (Foto: Estrada EN111)

Animais torturados no Circo Cardinali

Imagem
Circo Cardinali e a Tortura dos Animais Gosto de circo. A atmosfera, as cores, os palhaços, saltimbancos, as tendas e roulotes....é bom que o Circo venha à cidade. Mas, desde miúdo que me choca imenso a maneira como tratam os animais. As jaulas são exíguas, condições higiénicas deploráveis, o calor (as jaulas são em chapa metálica), as moscas, as feridas...e os maus tratos, tudo isto, contribui para que os animais tenham uma vida de sofrimento e agonia. Assim, circo sim, maus tratos e sofrimento animal desnecessário, NÃO ! O Circo Cardinali tem sido acusado de ser torcionário, espetando ferros aguçados em elefantes, dando socos em leões...etc. Na fotografia vê-se o Cardinali, ele-próprio, a picar o elefante. Não é próprio de gente civilizada tratar assim os animais. Trata-se, nas palavras do filósofo Peter Singer, de uma forma de especismo, em que a nossa espécie é a medida de todas as coisas, e nada existe para além do ser humano. O normal seria ter circo sem animais selvagens (amest

Jardinagem - Poupança

Imagem
"A rega dos relvados deverá realizar-se à noite ou de manhã cedo. As perdas de água das plantas são, assim, muito menores pois, como está mais frio, a evaporação da água é menor e é possível reduzir o número de vezes das regas. - É preferível a utilização de grama em vez de relva. A relva necessita de muitos cuidados por ser menos resistente à falta de água e mais sensível às doenças e insectos. A grama, porque é mais resistente, é uma alternativa

Lixeira em Lavos

Imagem
Uma foto enviada por um leitor deste blog ilustra bem o estado do concelho em matéria de política de resíduos. Fiscalização ? Coimas ? Obrigatoriedade de declarar o destino dos resíduos quando se faz uma obra de construção civil ? Deveres da Câmara Municipal da Figueira da Foz em matéria de ambiente? Note-se bem que o local não serve apenas uma ou outra descarga ilegal, mas é utilizado com frequência para o despejo de grandes quantidades de lixo. Como se pode ler na notícia do jornal "As Beiras" a Junta de Freguesia de Lavos, com conhecimento dos agentes políticos, como aparece na notícia "Sendo certo que, como admitiu ao DIÁRIO AS BEIRAS a presidente, Isabel Oliveira, que a autarquia lavoense deposita no local terras e ervas provenientes da limpeza de valetas. Idêntica solução está, aliás, a ser aplicada pela câmara." ... justificam a situação com a falta de espaços alternativos." Ou seja, compactua-se com o crime ambiental (e económico), lesando património

Dívida à ERSUC chega ao milhão de Euros

Imagem
Os resíduos são em primeira linha, e por definição, um bem não económico. A lógica de mercado que os rege é muito diferente de outros bens, a sua não produção, não existência é o ideal. O Mercado tende, pelo contrário, a premiar a produção, o aumento, a multiplicação de unidades. Por isto tudo a onda de privatizações de Serviços de recolha de RSU tem vindo a reverter-se noutros países da Europa (Alemanha, Espanha). Os alemães chamam-lhe "Rekommunalisierung" - a recomunalização dos Serviços, a comunidade presta em exclusivo este tipo de Serviços, a bem da comunidade. Isto porque se verifica que fica mais barato ao contribuinte ser o Estado a prestar este tipo de Serviços. Alguns académicos (por ex.: Germá, Bel) estudiosos do fenómeno explicam em detalhe as distorções do Mercado e a ausência de concorrência directa neste sector. Em Portugal, os poucos dados existentes apontam para preços de recolha mais baixos quando é a autarquia a prestar o Serviço. Mesmo quando se p

Mês de Junho foi o mais chuvoso

Imagem
in Público Meteorologia 05.07.2007 O mês de Junho foi o mais chuvoso desde 1988, tendo as temperaturas médias sido inferiores ao habitual para este período, revelou o Instituto de Metereologia. Apesar de toda esta chuva a empresa J.S. Ramos, responsável pelas regas dos Jardins na Figueira, não deixou de regar diariamente. Todos os dias, sem parar foram inutilmente desperdiçados muitos euros dos contribuintes. A quem aproveita o desleixo e a incompetência ?

Live Earth - Ethos - Água Potável

Imagem
O problema do Aquecimento Global é a causa primeira para o Live Earth , o mega concerto que se iniciou hoje. O mérito da iniciativa consiste na chamada de atenção para um problema sério e real, apesar de difuso e ainda com relativamente reduzido impacto nas vidas dos afluentes cidadãos do Hemisfério Norte. Quem mais sofre na pele com os desvairos climáticos são ainda, e sempre, os mesmos: os pobres do sul. Esses não têm acesso ao festim que se vive no Ocidente. Basta somente pensar na água potável que na Figueira desperdiçamos todos os dias com regas absolutamente inúteis e muitas contraproducentes. No Sul, a água potável é um bem caro, e escasso. Foi publicado no The Ecologist interessante artigo sobre o assunto, ficando aqui reproduzido um extracto. LIVE EARTH : The ethos of the event, and the example the performers set to the people Live Earth wants to persuade. Madonna, for example, who is billed to perform in London, owns a fleet of large cars and gets about in a private jet. La

Live Earth

Imagem
Em frente à Câmara Municipal os esgotos correm directamente para o rio. A matéria orgânica alimenta as tainhas . Um verdadeiro festim de vida, nem parece "poluição". Mas quem é que quer comer tainhas ? Talvez alguns aficionados, no entanto, dizem-me que a espécie entre nós não tem qualquer valor comercial. Será do tipo de alimentação associado ao peixe ? O problema dos lixíviados contidos nos esgotos é bem mais sério, trazendo uma toxicidade acrescida ao meio, impedindo a vida saudável dos peixes que habitam a Foz do Mondego.

Terra Queimada, Herbicidas

Imagem
A primeira vez que ouvi falar de política de Terra Queimada foi na série da BBC "O Mundo em Guerra". Os russos quando retiravam, em 1941-43, e em sua defesa, destruíam tudo o que pudesse ser útil aos Nazis. Entre os horrores estava o envenenamento dos poços e da água potável. Os alemães fizeram ainda pior quando retiraram da Rússia, queimaram tudo o que podiam. Olho por olho, dente por dente e ...ficaram todos cegos. Vem esta introdução a propósito da "Terra Queimada" que observo quando passeio pelos baldios das Alhadas (e alguma propriedade privada) ainda por murar, deparo-me com Terra Queimada (ver foto acima). Alguém queima deliberadamente a Terra, envenena o solo com poluentes orgânicos persistentes (os POPs), contamina as águas subterrâneas e causa danos a toda a cadeia alimentar. Estes venenos são os piores, introduzem-se insidiosamente, pouco a pouco, no ambiente, e do ambiente passam ao nosso prato. Mais tarde ou mais cedo. A pergunta recorrente que se colo

Destruição da Floresta

Agora é o Congo...

Nova Auto Estrada Corte na Paisagem

Imagem
Toma forma a nova A14 na zona da Serra das Alhadas. Rompem-se caminhos, trilham-se acessos, corta-se a paisagem. Vamos deslocar-nos mais depressa de A para B, e esperemos que com mais segurança. Refira-se que o balanço das Auto-estradas em termos ambientais é difícil de realizar. Quanto custa um acidente ? Quanto vale um atropelamento a menos ? E o ruído ? As emissões de CO2 aumentam devido à maior velocidade, ou não aumentam porque há menos pára-arranca ? Será que Auto-estrada acrescenta ainda mais veículos circulantes aos que já circulavam ? Poucas certezas, muitas dúvidas. Interessante será sempre olhar para o modelo de desenvolvimento irlandês, feito sem Auto-estradas. Outro contexto, outra mentalidade.

Urbanismo

Imagem
Cresce o Hotel.

Alterações Climáticas e a Visão Eurocêntrica

Imagem
Num debate promovido pela Antena 1 sobre Alterações Climáticas, moderado pela jornalista Helena Matos, os intervenientes chegaram à conclusão que "vamos resistir" aquilo que vem aí. Como se sabe o Hemisfério Norte será (é) o menos afectado pelas tempestades, secas, ondas de calor...etc, e espera-se mesmo um aumento da produtividade agrícola no Norte da Europa, com Primaveras mais longas e menos frio. O eurocentrismo dos intervenientes levou-os a desprezar o que os africanos já sofrem na pele. A região sudanesa do Darfur, onde já morreram centenas de milhares de seres humanos, é uma das mais atingidas pelo fenómeno climático. Trata-se de um processo lento e insidioso (como disse Filipe Duarte Santos, o climatologista) mas com repercussões catastróficas entre os mais pobres. O artigo do insuspeito Christian Science Monitor aborda os efeitos das alterações climáticas entre os mais pobres dos pobres. Torna-se fácil de barriga cheia "falar em tomada de consciência dos países

Indústria alimentar

Imagem
O filme austríaco "Unser Taglich Brot" retrata a moderna indústria alimentar. De onde vem a comida de que nos alimentamos ? Como vivem e morrem os animais que abatemos aos milhões ? Que pesticidas e cocktails químicos são utilizados na manutenção asséptica dos quintas ?