Mensagens

A mostrar mensagens de julho, 2009

Alcool na Estrada e o necessário controlo

Imagem
Notícia do jornal "as Beiras", 28.07.2009 Na madrugada de sábado para domingo a GNR fiscalizou os condutores no centro da povoação de Alhadas. Finalmente, exclamamos nós que observamos repetidamente os comportamentos anti-sociais dos condutores que atravessam a antiga EN347. Este tipo de acções deveria ter mais visibilidade, a própria GNR poderia em conferência de imprensa (penso que não o fez) divulgar os resultados das respectivas acções de fiscalização. Precisamos de mais disciplina na estrada, retirando a carta de condução a quem não a merece e ameaça a integridade física de terceiros.

Os números de Santana Lopes na Câmara Municipal de Lisboa

Para ver aqui parte da entrevista de Santana Lopes (PSD) a Judite de Sousa e a análise de António Costa (PS).

Plásticos, micro partículas e o conteúdo do estomâgo de uma ave marinha

Imagem
Sempre que vejo um saco de plástico a voar penso que vai aparecer a flutuar no mar. Dizem-nos alguns supermercados que os seus sacos plásticos são "100% degradáveis". Uma evidente manobra de diversão e, digo eu, "publicidade enganosa". Reparem que os produtores e distribuidores dos sacos não afirmam que os sacos são "biodegradáveis". Os "sacos 100% degradáveis" transformam-se em micro partículas, por acção da luz e de vários efeitos mecânicos, mas não são assimilados pelos organismos vivos. Não voltam aos ciclos naturais antes de nos causarem prejuízos. Como se poderá ler aqui, os plásticos transformam-se em partículas do tamanho de grãos de areia sendo cada vez mais difícil controlar este tipo de poluição. Neste âmbito vamos legar um planeta com mais problemas do que aquele que herdámos dos nossos pais.

"Quando entro na Igreja tiro o chapéu, mas não tiro a cabeça".

A professora pergunta às criancinhas: "Onde é que vivem as crianças mais felizes do mundo?". E todos respondem em coro : "Na União Soviética". "E onde é que as crianças tem todos os brinquedos que quiserem e todos os chocolates e doces que lhes apetecer?". "Na União Soviética!", respondem novamente as crianças. "E onde é que as crianças crescem saudáveis e alegres, e seguras em relação ao futuro?", continua a perguntar a professora, "Na União Soviética"... de repente ouve-se uma menina a chorar. "Porque é que estas a chorar?", pergunta a professora. "Quero ir para a União Soviética", responde a menina. Confesso que até aos catorze anos (1985) tinha algum fascínio pela União Soviética e pelo comunismo. Até que compreendi a grande mentira em que viviam as pessoas que acreditavam no comunismo. Parte dessas pessoas mudaram de opinião após 1990, aperceberam-se rapidamente que os povos de leste viviam nu

Newsletter nr.8 - Vereadores do PS na CMFF

A ocupação imobiliária das periferias e do espaço público da cidade

"... a ocupação imobiliária das periferias e do espaço público da cidade, o centro histórico definha, a cidade turística marca passo, a qualidade da vida urbana na cidade degrada-se, e Coimbra perde importância no quadro nacional, ibérico e europeu. "..." Mas, se os diagnósticos estão feitos, quais são portanto as soluções que se apontam? A mais importante, no que ao urbanismo diz respeito, é aceitar o paradigma de que, se existe uma relação óbvia entre a construção desordenada das periferias e a degradação do centro histórico, estas duas realidades também terão que estar presentes na estruturação da solução para o problema. Em primeiro lugar, diminuindo os perímetros urbanos e procurando estabelecer como prioritária a consolidação dos espaços sobrantes no interior das localidades. Em segundo lugar, a solução passa, a meu ver, por tornar obrigatório, no que diz respeito a empreendimentos novos, edifícios e loteamentos relevantes, a sua anexação a projectos de reabili

Infra-estruturas, Prevenção e Segurança Rodoviária no Concelho da Figueira da Foz

Duarte Silva e Daniel Santos em 2002 - "A Figueira tem de continuar no Mapa"

Imagem

Moinhos das Figueiras, Figueira da Foz - Abastecimento de água e ligação à rede de saneamento

Extracto da Acta da Reunião de 06.07.2009 da CMFF (ainda não aprovada) INTERVENÇÃO DO VEREADOR ANTÓNIO TAVARES 7 - MOINHO DAS FIGUEIRAS – ABASTECIMENTO DE ÁGUA E LIGAÇÃO À REDE DE SANEAMENTO O Vereador António Tavares iniciou a sua intervenção, referindo que os Vereadores do Partido Socialista foram confrontados, na semana passada, com uma situação respeitante à povoação de Moinho das Figueiras que ainda não possui abastecimento de água pública nem ligação ao saneamento básico, isto apesar das diversas vezes que esta questão foi levantada em reunião de Câmara nos últimos 4 anos, pelos Vereadores do Partido Socialista. Para si, esta questão é de extrema relevância, considerando que o Município da Figueira da Foz pretende ser um concelho de referência e o facto de existirem situações como esta é uma “mancha negra” para a Cidade. Realçou que dois moradores de Moinho das Figueiras o informaram que a Rede Ferroviária Nacional (REFER) aquando da realização de trabalhos na linha, alertara

Obras Municipais - CMFF

O que nos custa a falta de manutenção

Imagem
D2/25.61. – Beneficiação de Equipamento Diverso – Campo de Basquetebol – Buarcos Adjudicação à Firma Centro Cerro, Ldª., pelo valor de 46 379,81 € + IVA. Despacho de Duarte Silva a 02/07/2009 O campo de basquetebol apresentado na foto acima inserida foi construído no tempo de Santana Lopes. Desde há 5-6 anos o piso degradou-se de tal forma que se tornou impossível jogar basquetebol. Má concepção, pouca resistência aos elementos, e falta de manutenção conduziram a este estado de coisas. Em fim de mandato, e após injecção de dinheiro do Governo central (os 10 milhões do Programa Pagar a Tempo e Horas), Duarte Silva adjudica obras atrás obras. No campo da foto vão ser investidos 46.000 euros !!! O que vão fazer com tanto dinheiro ? Cobrir o campo ? Mais um remendo ? E será que se justifica este elevado investimento dadas insuficiências gritantes do concelho em tantas outras áreas ? Não seria preferível começar por pintar as passadeiras, marcar as ruas e estradas, apoiar quem precisa

Ordem de Trabalhos - Reunião 2007

"Felgueirização da Foz " - Rui Silva sobre a recandidatura de Duarte Silva

Imagem
Notícia 1 O Bloco de Esquerda apresenta candidatura à Câmara, será o meu amigo Rui Silva, físico e investigador universitário. Assembleia Municipal João Paulo Tomé - médico Notícia 2 No jornal o Campeão das Províncias escreve-se na edição de aqui sobre as eleições locais: mudanças de camisola partidária e especulações várias.

Opinião: Um caso emblemático do urbanismo que corrompe Portugal

Como a especulação redesenhou a Figueira da Foz Um caso emblemático do urbanismo que corrompe Portugal Pedro Bingre Um dos panoramas mais atraentes da Figueira da Foz é a sua longa avenida marginal à praia: de um lado a frente urbana, do outro um imenso areal curvado em crescente. Faz recordar, tanto pela alta fachada construída como pelo mar que se lhe vê diante, a praia de Copacabana. Até 2004 toda a berma da avenida do lado de terra estava edificada, com uma notável excepção: um hectare e meio de solo desocupado pertencente à Câmara Municipal. Era chamado “a Ponte do Galante” em referência a uma pequena ponte que em tempos por ali passara sobre uma ribeira. Poderia ter-se tornado um jardim público, mas a tentação de o sacrificar à especulação imobiliária de privados foi irresistível: hoje encontra-se atravancada pelo betão de sete edifícios com dezasseis ou mais pisos. Tal como em Copacabana e em Marbella (esta última justamente célebre pela corrupção urbanística), também na Fi

Debate - Bairro Social de Brenha

DEBATE: Brenha um beco com saídas ? Bruno Gonçalves (SOS racismo), José Manuel Pureza (candidato do BE Coimbra à Assembleia da República ) e Rui Curado Silva (investigador), no Clube União Brenhense na próxima quarta-feira, dia 15 de Julho, pelas 18:00. O Rui Silva foi meu colega de escola/ liceu durante muitos anos. Já na altura era um craque a física ! Partilhámos ainda a mesma casa no meu primeiro ano em Coimbra, estudava ele Engenharia Física. Mais tarde doutorou-se em Estrasburgo. Escreve o blogue Klepsydra. Endereço-lhe publicamente os meus parabéns pelas várias iniciativas políticas e pelos diversos debates versando temas de grande importância para a Figueira. No debate irá estar também presente o distinto Prof. José Manuel Pureza, candidato à AR pelo Bloco de Esquerda.

Blog Autarquicas

Saúdo o novo blogue sobre as Eleições Autárquicas na Figueira da Foz. Parabéns ao jovem Pedro Fernandes Martins. Ver aqui http://autarquicasfigueira.blogspot.com/ Podem ainda ler a Newsletter número 7 dos Vereadores do PS na CMFF, aqui

WC - ainda a herança de Santana Lopes

O contrato da WC vem descrito no blog do António Agostinho, a Outra Margem. Ler aqui

Contratos Leoninos (1) - O WC da Câmara Municipal da Figueira da Foz

Imagem
Provavelmente um dos WC automáticos mais caros do mundo, do ponto de vista do contribuinte. Clicar no texto para ampliar. Carta do Dr. Tocha Coelho, edição de 11.07.2009 do jornal "as Beiras"

Debate com Miguel Portas

Debate com Miguel Portas Miguel Portas (eurodeputado) e Rui Curado Silva (investigador) Casino da Figueira da Foz, piso -1, sala Coimbra, 21:45, quinta-feira, 9 de Julho de 2009. Política da cidade no contexto europeu O modelo da cidade refém das arbitrariedades de construtores civis descaracterizou e uniformizou a paisagem urbana de boa parte dos nossos municípios. A Figueira da Foz é um desses tristes casos. O modelo de desenvolvimento da cidade no contexto europeu requer a valorização das especificidades ambientais, culturais e históricas assentes na dignidade social e na qualidade de vida. A precariedade e a replicação de paisagens urbanas já não atraem turismo, nem investimentos duráveis. A democracia participativa é um instrumento fundamental para combater as referidas arbitrariedades e colmatar as falhas da descredibilizada democracia representativa local.

Câmara Municipal da Figueira da Foz: Núcleo Cultural da Gala sofre uma derrapagem orçamental, passa de 250.000 para 691.000 euros (140.000 contos)

O núcleo cultural da Gala derrapou. O orçamento inicial de 250.000 euros, em 2008, passou rapidamente para 450.000 euros, no início de 2009. Agora, em Julho de 2009, o mesmo núcleo cultural custa 691.000 euros ! Porquê ? Apesar das explicações da Directora do Departamento de Obras Municipais, Águeda Matos, perante a passividade de Duarte Silva, algum mal estar do Vereador Lídio Lopes, a indiferença de José Elísio e Teresa Machado, ninguém na reunião de Câmara percebeu porque derrapou a obra em mais 440.000 euros. Mesmo sem esclarecimentos, Duarte Silva e os Vereadores Executivos do PSD embarcaram cegamente num obra deste calibre, e nem sequer está aprovada a candidatura ao QREN. Agravam-se as dívidas e o descalabro financeiro. Quem vier que pague as contas.... A pressa eleitoralista, a captação de apoios e votos, e quiçá o pagamento de favores e apoios antigos, hipotecam um desenvolvimento sustentável e harmonioso do concelho. Há Juntas de Freguesia que não têm dinheiro para pagar co

Largura dos passeios e falsas vias pedonais - a política de Duarte Silva

Imagem
Foto: Obras em Buarcos, tendo sido executadas em 2009(a rua tem um só sentido) Há mais de um ano alertei em Reunião de Câmara que as Obras Municipais não cumpriam a lei relativamente à largura mínima dos passeios e vias pedonais. Sugeri ao Presidente Duarte Silva vários exemplos e apresentei propostas para a resolução dos constrangimentos. Duarte Silva mostrou-se, como sempre, sensibilizado para a questão. Mas, como sempre, não agiu. Disse que se iriam introduzir alterações, isto e aquilo, mas nada. Pelo contrário as obras municipais insistem em conceber, executar e autorizar passeios com 10, 20, 30, 50 centímetros de largura. Violam-se claramente os direitos dos cidadãos com mobilidade reduzida, as cadeiras de rodas precisam no mínimo de 80 cm para circular e mais de um metro para serem manobradas. O Decreto Lei 163/2006 obriga a que os passeios tenham no mínimo 150 cm, salvo excepções (ver abaixo). Duarte Silva pactua com a mediocridade, uma engenharia que não serve a ninguém que

Figueira da Foz: cidade inchada pela avidez - Gonçalo Cadilhe

"Paradoxalmente, vivo num lugar que nem é extraordinariamente bonito nem sequer se preocupa em cuidar da sua frágil beleza natural. A Figueira da Foz é uma cidade inchada pela avidez. Constrói-se, descaracteriza-se, derrama-se cimento, mas a população não aumenta. A cidade apenas incha." O melhor lugar Gonçalo Cadilhe Artigo: Resumo de um ano em busca de uma ideia de qualidade de vida Expresso , 28 de Junho 2009

Reunião - Câmara Municipal da Figueira da Foz 06.07.2009

MUNICÍPIO DA FIGUEIRA DA FOZ CÂMARA MUNICIPAL REUNIÃO ORDINÁRIA DE 06-07-2009 CÂMARA MUNICIPAL Agenda da Reunião Ordinária de 06-07-2009 PERÍODO DE ANTES DA ORDEM DO DIA APROVAÇÃO DA ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DE 15.06.2009 INTERVENÇÃO DOS MEMBROS DO EXECUTIVO INTERVENÇÃO DO PRESIDENTE INTERVENÇÃO DOS VEREADORES ORDEM DO DIA 1 - GABINETE DA PRESIDÊNCIA 1.1 - PROPOSTA DE NOMEAÇÃO DO VOGAL NÃO EXECUTIVO NO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO HOSPITAL DISTRITAL DA FIGUEIRA DA FOZ EM REPRESENTAÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DA FIGUEIRA DA FOZ 1.2 - PROJECTO DE CONSTRUÇÃO DA NOVA PISCINA DO GINÁSIO CLUBE FIGUEIRENSE – DECLARAÇÃO DE COMPROMISSO – RATIFICAÇÃO 1.3 - PROPOSTA DE APOIO A OBRAS DE RESTAURAÇÃO DA IGREJA MATRIZ DE LAVOS – SANTA LUZIA – 15.000,00 • 1.4 - PROPOSTA DE APOIO A OBRAS DA CAPELA DA SRA. DA ENCARNAÇÃO – BUARCOS - 7.500,00 • 4 - DEPARTAMENTO ADMINISTRATIVO, FINANCEIRO E DE RECURSOS HUMANOS 4.3 - DIVISÃO FINANCEIRA 4.3.1 - PROCESSOS PARA CONHECIMENTO CÂMARA MUNICIPAL Agenda da Reunião Ord